fbpx

Funil de vendas: o que é e como desenvolver para sua clínica

O funil de vendas é uma estratégia de marketing digital que tem se mostrado muito eficiente para clínicas, já que ela permite acompanhar o usuário desde o primeiro contato com o serviço até o pós-venda, com técnicas de fidelização do público.

O principal objetivo é identificar o quão próximo o cliente está de uma compra e, assim, dar o “empurrãozinho” necessário para influenciar a tomada de decisão.

Por isso, o funil de vendas faz uso de gatilhos mentais, oferta de conteúdo relevante ou materiais confiáveis para ajudar no processo de escolha.

Mas, o que realmente é o funil de vendas e como desenvolver a estratégia para sua clínica?

Para responder a esta pergunta, o artigo de hoje vai trazer algumas dicas de aplicação do funil de vendas para clínicas, além de mostrar a importância de contratar uma agência de marketing digital para um planejamento completo e eficiente.

Quer saber mais? Então, continue a leitura!

Funil de vendas: o que é?

O funil de vendas nada mais é do que uma representação gráfica da jornada de compras do cliente.

Ou seja, é um modelo estratégico que mostra todas as fases pelas quais o consumidor passa, antes de decidir fechar negócio.

Por exemplo, imagine que você acabou de ver um anúncio de um veterinário 24 horas no Facebook.

Mesmo sem precisar do serviço no momento, você pode se interessar pela propaganda e buscar mais informações sobre a clínica.

Esse já é o primeiro contato com a empresa. Quer dizer que você acabou de entrar no funil de vendas e, agora, é preciso planejar outras estratégias de marketing, para que você continue a sua jornada, até decidir fechar negócio com o veterinário.

O funil de vendas faz o acompanhamento do usuário em todo o processo de compra.

Desse modo, a empresa pode verificar se a estratégia de gerar conteúdo para redes sociais de fato deu bons resultados, bem como quais ações de marketing são necessárias para influenciar a decisão dos clientes.

Além disso, a estratégia ajuda a determinar qual é o nível de maturidade do consumidor em relação à decisão final de compra. Por esse motivo, o funil de vendas é dividido em etapas. São elas:

  • Topo do funil (ou descobrimento);
  • Meio do funil (ou consideração);
  • Fundo do funil (ou compra);
  • Pós-venda (ou fidelização).

Em cada um desses estágios, é preciso formular conteúdos diferentes e personalizados para o público.

Ou seja, o anúncio de uma persiana vertical com bando, feito para o topo do funil, não terá as mesmas características de uma propaganda para os clientes que já estão no fundo do funil.

Assim, compreender a estrutura dessa representação é fundamental para uma estratégia de marketing assertiva e direcionada, capaz de melhorar a conversão de leads (potenciais clientes) e aumentar as chances de vendas.

Mas por que usar o funil de vendas para clínicas?

Quem trabalha com clínicas e empresas na área da saúde sabe como é difícil ajustar estratégias de marketing para atender o público certo.

Além disso, é imprescindível conhecer as recomendações do CFM (Conselho Federal de Medicina), que possui orientações específicas sobre publicidade.

Por esse motivo, vale a pena buscar por uma agência digital, como a Dgtalmente, e cotar quanto custa um plano de marketing.

Afinal de contas, o trabalho de profissionais é capaz de garantir bons resultados, além de cumprir corretamente o Código de Ética proposto pelo CFM.

No caso do funil de vendas, a estratégia identifica o perfil ideal do cliente, o que ele consome e as razões pelas quais ele procura a clínica.

Desse modo, fica mais fácil produzir conteúdo direcionado, para aumentar as visitas, o número de pacientes e a quantidade de consultas para sua clínica ou consultório.

E como aplicar o funil de vendas na minha clínica?

O trabalho de uma agência de marketing digital é fundamental para orientar qual o melhor conteúdo para atrair um visitante, bem como os materiais que irão induzir a compra de uma pulseira de prata feminina, por exemplo, no fundo do funil.

Contudo, é necessário levar em consideração os aspectos singulares de cada negócio, o segmento de mercado e o perfil ideal do cliente da sua clínica. Ou seja, nenhum planejamento de marketing é o mesmo.

Apesar disso, existem algumas estratégias básicas que podem ser levadas em consideração na hora de aplicar o funil de vendas.

Abaixo, conheça alguma delas, a partir da divisão das etapas:

1 – Topo do funil

O topo de funil é a etapa do descobrimento, pois até então a pessoa era indiferente ao seu produto ou serviço, mas acaba aprendendo sobre a sua atividade ao se deparar com algum conteúdo, anúncio ou publicidade.

Por exemplo, imagine que você está procurando um presente para o dia dos namorados e vê um artigo com dicas de lembrancinhas personalizadas, como uma pulseira de ouro masculina.

A partir disso, você pode se interessar pelo produto e buscar mais informações sobre ele, antes de decidir se é o melhor presente.

No topo de funil, recomenda-se que os conteúdos sejam mais genéricos, nada muito aprofundado e abrangente. Mas, ao mesmo tempo, é fundamental compartilhar informações claras, de fácil compreensão e com assuntos atrativos.

Algumas sugestões de materiais para o topo de funil são:

  • Blog posts;
  • Anúncios em redes sociais;
  • Vídeos no YouTube;
  • Links patrocinados no Google.

Esses conteúdos devem apresentar uma solução ao usuário e fazer com que ele tenha interesse em pesquisar mais sobre o assunto.

Por isso, nada de falar do produto final, por exemplo, de uma lembrancinha feita com plástico reciclagem.

Ao contrário disso, o melhor é tratar de uma temática mais abrangente, como as vantagens da reciclagem de papel e plástico, ou dicas de como usar esses materiais para a confecção de produtos.

2 – Meio do funil

O meio do funil marca a passagem dos usuários para os leads.

Nesta etapa, as pessoas tomaram conhecimento do seu produto ou serviço, através de um conteúdo genérico e querem saber mais sobre ele. Para isso, elas fornecem um contato à empresa – geralmente, um e-mail.

Ou seja, é preciso criar materiais que vão ajudar o lead a percorrer o caminho até a compra, mas sem oferecer diretamente o produto ou serviço.

A intenção é criar conteúdos mais explicativos, que podem seguir o mesmo estilo dos materiais de topo de funil, porém, com informações extras.

O e-book é um dos exemplos mais notáveis de conteúdos de meio de funil. Afinal de contas, ele pode trazer conhecimentos aperfeiçoados sobre um determinado assunto, que não caberiam em um simples blog post.

Imagine trazer um e-book com várias dicas e modelos de decoração com divisoria de madeira? É bem provável que o lead vai se interessar muito mais e, além disso, formar uma opinião positiva sobre a empresa.

3 – Fundo de funil

Aqui é o momento da decisão mais importante: a compra.

Vale deixar claro que todas as etapas percorridas até então foram fundamentais para que o lead chegasse até o fechamento do negócio.

No entanto, escolher comprar da sua empresa, ou marcar uma consulta com a clínica não é tão simples assim.

Isso porque quando vamos adquirir um toldo de policarbonato, ou qualquer outro produto, temos a tendência de também ver a concorrência. Afinal, é preciso cotar preço, qualidade e o melhor custo-benefício.

Por isso, o fundo do funil é o momento para a sua clínica se destacar e falar especificamente sobre o negócio.

Agora é a hora de mostrar os diferenciais do seu atendimento e o porquê o seu serviço é o melhor para o cliente.

Por exemplo, a sua clínica pode mostrar que todos os médicos possuem um jaleco personalizado, além de oferecer condições especiais de pagamento.

É importante ser transparente e honesto com o seu público, pois qualquer informação errônea pode configurar propaganda enganosa – o que é altamente prejudicial.

A recomendação é não esquecer de produzir conteúdos relevantes e de qualidade, mas também tratar das características do serviço, de modo objetivo e claro.

A sua clínica pode usar de alguns artifícios, como depoimentos de outros clientes, ofertas de desconto, atendimento personalizado com vendedores, entre outros.

Conclusão

O marketing digital mostrou que veio para ficar. Hoje em dia, não estar presente na internet e não investir em estratégias de divulgação online são ações que resultam no descrédito das empresas e podem comprometer a sobrevivência no mercado.

Para as clínicas e consultórios, o marketing digital abre portas para o investimento em ações respaldadas pelo CFM e o Código de Ética, como a produção de conteúdo relevante e de qualidade.

Uma das principais estratégias é o funil de vendas, um método representativo da jornada de compras do cliente, que permite orientar os conteúdos e fornecer exatamente aquilo que o usuário precisa.

Com a ajuda de agências de marketing digital especializadas, é possível conquistar ótimos resultados com a estratégia e, com isso, se destacar da concorrência, aumentar o número de leads e potencializar o reconhecimento da sua clínica.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.